quarta-feira, 25 de junho de 2008

Convite X

A Embaixada de Cuba convidou a Embaixada de Espanha para visitar, no Sábado passado, vários projectos de cooperação em São Domingos e eu fui convidado pela X para ir com ela. A cooperação cubana também tem um papel bastante importante na Guiné-Bissau. Entre algumas outras iniciativas, muitos dos médicos que dão assistência e formação em Bissau e no país em geral, são cubanos.

São Domingos fica na fronteira norte com o Senegal e foi sempre local no passado (e ainda muito recentemente) de confrontos entre militares e as forças rebeldes de Casamança. É uma região pobre (como todas as outras aliás) mas com bastante potencial face à proximidade com o Senegal e com a abertura para breve da ponte sobre o rio Cacheu.

A viagem não é tão complicada comparando com outras zonas do país e a estrada está em relativas boas condições. Em poucas horas chega-se ao destino. A paisagem é tropical, como muitas palmeiras, alguns rios e campos de perder de vista. É ainda preciso atravessar de jangada um dos rios.



Em São Domingos tivemos direito a cerimónia de entrega de diplomas aos finalistas do curso de alfabetização, visita guiada ao hospital, rádio e televisão comunitária, ludoteca, futuro mercado, escola de serralharia e marcenaria e um almoço.

O Embaixador de Cuba estava acompanhado de uma equipa de médicos cubanos que está a trabalhar em Bissau e que foi propositadamente passar o fim de semana a S. Domingos com o objectivo de dar consultas grátis à população. É impressionante ver a quantidade de pessoas que espera por estas consultas e mais impressionante é ver as condições do próprio Hospital. A higiene não teria nota máxima no entanto o pior é constatar que não há quase nada próximo daquilo que consideramos ser normal existir num hospital. No final houve discursos, braços no ar e gritos pelo “camarada Fidel”.





A rádio e televisão funcionam com voluntários. A televisão não tem capacidade para emissões regulares mas em dias combinados, normalmente fim de semana, organizam-se sessões para ver algum dos programas de curta duração ou reportagens preparados pelos próprios voluntários.

Foi bom conhecer mais da Guiné-Bissau.

3 comentários:

Ana disse...

E que tal uma parceria Portugal- Espanha-Cuba? E se Cuba estivesse já ocupada, porque não uma parceria Portugal-Espanha? Já há quem domine tão bem o castelhano...

ximena disse...

Ana!!!!
nao seas envidiosa. Nos tambem aceitamos o DESAFIO de parceria Espanha-Portugal...todo e cuestión de negociar.........mas em Cap Skirring nos concentraremos meihor no??? !!!!

X.

Ana disse...

Ximena, será sempre um prazer uma parceria com Espanha!